Instalar theme
A gente não vai se ter mais não?
Nem um pouquinho?
É que doer faz parte e eu já me acostumei.
Mas to aqui tá!
Se caso for meu amor ta guardado aqui.
Do mesmo jeito que deixou.
Mas to aqui, to aqui tá mô!”
Tá foda, tá foda demais, é quase impossível fingir quando por dentro já manda fazer tudo. É impossível para, não tem como, não sei como, não dá, sei lá, um absurdo essa porra de amar, gostar, também não sei mais falar, não sei mais o que é… Só sinto!
Isso mata, nasce, cresce, aumenta, vai e volta três vezes pior, da coragem, me anima, me conquista, me desafia, me fortalece, preciso, é necessário, eu quero, eu vou e eu posso.
Assim que é, assim eu me sinto, sei lá também se sinto, vai que é doença já, vai que é eterno. Não se vai, não me permite, não tenho e tenho. Me sinto tão antiga nesse meio onde não saio, não vejo saída e vejo também mas não quero.
Não dá, o que não dá? Tudo dá! Reação maluca, estranha, coisa de sei lá, dá forças ao olhar frágil que eu vejo, é lindo, seus olhos, o brilho, aquela coisa de não posso e quero e foda-se. É isso, assim, na hora é meio sei lá, vai que dá, a gente lá, sabe lá Deus o que continuar… É teu efeito, o afeto, do que tinha me dito e eu acredito, sou feito criança que espera no Natal o Papai Noel com presente, sem pressa mas sempre mostrando que tá afim. Eu cansei sim de falar, não sei mais falar, não há o que falar. Opto por mostrar, fazer, te fazer saber que to aqui… Sempre dou um jeito, torto, desastrado, errada, mas consciente de tudo, de que talvez não sei de fato mas é um pouco minha, tão pouco mas é aquele pouco que eu tenho pra matar a saudade, não te deixar falar nem se sim ou não, tanto faz, tanto fez. Hoje, aqui, agora, é a vida, vai que amanhã não rola, vai que não chega… Pelo menos eu vi, fiz, te quis e tive, sem pressa como eu disse mas né, o tempo é foda.
É que primeiro amor a gente nunca esquece, sim, hoje eu tenho certeza disso. Essa porra de amor, sei lá é coisa de outro mundo, coisa louca que não sei o que dá. É a vontade de se matar por amor, mas ao mesmo tempo viver por ele. É lindo, pra mim é foda, me desafia e é disso que eu gosto, ter desafios e histórias pra contar…
Mas deixa eu te falar, estava linda, foda de linda, e estava lá, ohhhhhh lezada, deixa eu te levar. Isso já virou aventura, me faz feliz só de lembrar. Mas estava linda, bagunçada, toda atrapalhada, sem entender nada, mas estava lá. Se bem que honra teu nome como eu sempre digo, teu lado safado abusa, era teu corpo no meu, era noite louca, coisa maluca de explicar, minutos de adrenalina e a gente se deixando levar.
Sempre a gente k, mas se não sair errado, com algum defeito, com algo sem jeito não terá graça sabe porque? A gente é esse errado todo que acontece quase meio que sem porque, sem jeito mas com todo nosso jeito errado. Porque se for perfeito demais não rola, porque tudo que é proibido contigo é mais gostoso, dá prazer, dá vontade de se aprofundar nessa aventura.
É pequena, te falar, a gente é foda, mas oh, tu é minha… For me!”
© Credit